O melhor hostel da Colombia é uma ilha
Colômbia Hotel

O melhor hostel da Colombia é uma ilha

Informações

Casa en el Agua é um hostel localizado em uma ilha do bar caribenho da Colômbia.

Visitar Site

Casa en el Agua: um hostel ou uma ilha?

O Casa en el Agua é o primeiro destino da nova série de posts “Wanderlust”. São lugares que ainda não visitei, mas quero muito conhecer. Pra começar separei o que parece ser o melhor hostel da Colômbia.

O mar caribenho é um dos maiores atrativos para os turistas que visitam o país todos os anos. Mas além dos destinos mais conhecidos e famosos como Cartagena e San Andrés existe um cantinho na costa caribenha que merece ser conhecido.

Eis a Casa en el Agua. Um hostel que fica na ilha de San Bernando. Parece um lugar incrível que todos deveriam conhecer e vamos explicar porque.

Um hostel surreal

Existem hostels incríveis espalhados pelo mundo. Uns tem cara de galeria de arte, outros são mais descolados. Mas existem poucos que você olha e diz: Isso é surreal! O Casa en el Agua é um desses.

Um pequeno paraíso exclusivo na ilha de San Bernando. Ele está num arquipélogo formado por dez pequanas ilhas com areia branca e águas cristalinas. Típico da região.

Olha o visual do Casa en el Agua!
Olha o visual do Casa en el Agua!

Como o hostel fica nessa ilha, a infraestrutura está toda lá. Além das acomodações, existe ainda um restaurante e um bar. O Casa en el Agua abriu em 2014 e ainda é um refúgio pouco conhecido do grande público, até mesmo por ter um perfil mais despojado.

Acomodoções do Casa en el Agua

Existem três opções de acomodação no hostel: rede, quarto compartilhado ou suíte privativa. Todas tem o seu charme, e o seu preço diferenciado. Vamos por partes.

Dormir na rede vendo o mar

Espaço das redes
Espaço das redes

Quem quiser se aventurar e dormir na rede, a vista não decepciona. Eu dormi dois dias na rede na viagem de barco e foi tranquilo, imagino que num lugar estável deve ser muito tranquilo.

Eles oferecem 15 redes e o preço por noite é de 60.000 COP (R$66). E você não precisa se preocupar com os seus pertences. Quem optar pela rede terá um armário individual para guardar as coisas.

Claro que se você pretende dormir ao ar livre, vale lembrar de se preparar com um bom repelente e uma rede confortável (que parece ser o caso da que eles oferecem). O truque da rede é dormir meio “atravessado” e não ao longo da rede, pois isso acaba com a coluna.

Compartilhando quarto com outros viajantes

Dormitório com 8 camas
Dormitório com 8 camas

Se você já está acostumado a se hospedar em hostel, uma das opções é ficar no quarto compartilhado. São 8 camas. O valor é de 70.000 COP (R$77) por noite, por pessoa.

Eles prometem que as camas são confortáveis e espaçosas para que até pessoas altas possam dormir sem se preocupar. rs

O quarto é muito espaçoso e é uma boa pedida para quem quer aproveitar para conhecer viajantes de outros lugares do mundo e fazer novas amizades.

Quartos duplos ou para até quatro pessoas

Quarto duplo simples
Quarto duplo simples

Para quem não está tão acostumado a dividir quarto com pessoas desconhecidas e não quer ser tão aventureiro a ponto de dormir na rede, existem as opções de quartos duplos.

Esse aqui ao lado é o quarto simples. É um quarto menor com duas camas. Pode acomodar no máximo 4 pessoas. O valor sai 190.000 COP (R$209) para 1-2 pessoas, 270.000 COP (R$297) para 3 pessoas e 360.000 COP (R$396) para 4 pessoas. Esses são valores por noite.

Eles não dizem como é a questão de banheiro, se é compartilhado ou não. Eu mandei um e-mail para eles perguntando, mas ainda não tive retorno. Quando tiver novidades, atualizo aqui no post. 😉

O hostel possui dois quartos duplos o “Alegria Double” e “Espacioso”. O valor dos dois é o mesmo.

As suítes privadas pra quem quer viajar a dois

Pequeñita, um quarto para dois.
Pequeñita, um quarto para dois.

Para quem pretende viajar a dois existem suítes privadas: a Pequeñita (pequenina) e El nido de amor (o ninho de amor).

O custo do quarto Pequeñita é de 170.000 COP (R$187) por noite.

Mais uma vez eles não deixam claro a questão do banheiro, mas por estar como suíte acredito que seja o que conhecemos: um quarto e banheiro privativo.

Pra quem quer fazer uma viagem mais romântica em casal a pedida é El nido de amor.

O ninho de amor..
O ninho de amor..

 A suíte privada para duas pessoas tem uma cama king size e sai 190.000 COP (R$209) poe noite.

Para quem está procurando um lugar alternativo para uma lua de mel, ou para aquela viagem especial…parece ser uma ótima pedida.

Todas as acomodações incluem café da manhã (com frutas, ovos, torradas e cereal), café, água e o serviço de quarto com roupa de cama.

Alimentação no Casa en el Agua

Como você estará numa ilha, todas as refeições são feitas lá mesmo. Exceto quando você optar por sair e fazer passeios, daí você pode comer em outros lugares.




Geralmente os hostels têm uma cozinha para que os hóspedes possam usar. No caso do Case en el Agua eles não permitem que a cozinha seja usada, nem a geladeira. Mas dizem que você pode levar a sua própria comida.

[quote author=”” source=”http://www.casaenelagua.com/#restaurant” ]Yes, you may bring your own food, however due to limited space guests cannot use the kitchen nor the fridge.[/quote]

Não se preocupe que você não vai passar fome, porque eles têm um restaurante na ilha. O que eles dizem, e todo dia recebem peixe fresco de pescadores de uma ilha próxima. Eu adoooro peixe. Mas eles também oferecem uma opção vegetariana no cardápio. Os pratos de almoço e jantar mudam todo dia então não dá pra saber exatamente o que vai ter, mas os preços são:

  • Café da manhã extra: 15.000 COP (R$16,50)
  • Almoço e Jantar: 25.000 COP (R$27,50)
  • Vegetariano: 20.000 COP (R$22,00)
  • Lagosta: 60.000 COP (R$66,00)
  • Ceviche (lagosta, polvo ou peixe): 35.000 COP (R$38,50)
  • Ceviche misto: 40.000 COP (R$44,00)

Não achei os preços absurdos, mas também não achei barato, tirando a lagosta talvez…hehehe

Eu sou daquelas que sempre bota tudo na ponta do lápis e sabe que cozinhar é mais barato. Mas se você vai pro melhor hostel da Colômbia, não é pra fazer nada mais que curtir e relaxar, né? 😉

E claro, existe o Bar en el Agua. Eles oferecem drinques e sucos:

  • Cocktail (Coco loco, Pina Colada etc): 20.000 COP (R$22,00)
  • Mixes (Gin & Tônica, Ginger Vodka etc): 15.000 COP (R$16,50)
  • Cuba libre: 12.000 COP (R$13,20)
  • Club Colombia (cerveja local, já tomei e é de boas): 6.000 COP (R$6,60)
  • Aguila (outra cerveja local, bem ok também): 5.000 COP (R$5,50)
  • Não alcoolico (água de coco e suco): 6.000 COP (R$6,60)
Dinheiro é rei.
Dinheiro é rei.

Vale dizer que eles deixam um alerta no site que a conta de restaurante e bar só pode ser paga em dinheiro. E eles só aceitam pesos colombianos.

Isso é algo raro de ser avisado na Colômbia, viu? rs Tem lugar que a gente foi perguntou se aceitava o cartão tal, diziam que sim e na hora da conta…não aceitava…hahaha

Bem, não esqueça de levar isso em consideração quando você for planejar sua viagem.

Existe muita coisa pra ver e fazer ao redor do hostel

Você pode optar por curtir só o hostel. Dá pra ficar de boa, tomar banho de mar e tudo mais. Mas eles oferecem diversas atividades bacanas. Algumas pra galera mais aventureira e outras pra quem é mais calmo (como seria o meu caso).

Separei algumas que achei bacana. =)

Plankton Tour
Plankton Tour

Plâncton tour: 40.000 COP (R$44,00)

Pra quem gosta de natureza e não se importa em mergulhar no escuro, essa é uma ótima atividade.

De barco você é levado até manguezais onde pode ver os plânctons que brilham. Se quiser entrar na água, eles oferecem snorkel no passeio.

 

 

Santa Cruz del Islote
Santa Cruz del Islote

Islote: 10.000 COP (R$11,00)

Chamada de Santa Cruz Islote, essa é a ilha mais populosa do mundo. 1200 pessoas vivem em 97 habitações pelos 100.391 km2 de espaço.

Fica a cinco minutos de barco do hostel e é um passeio para conhecer os habitantes e a ilhota em si.

Sem Wi-Fi
Sem Wi-Fi

Além desse passeio ainda dá pra fazer mergulho, conhecer a praia de Titinpan, kayak e outras atividades.

Vale ressaltar que o hostel não tem Wi-Fi. Como diz o alerta que tem no site (aqui ao lado):

Nós encorajamos você a gastar alguns dias sem telas por perto – para aproveitar a vista, viver o momento, ler um livro, relaxar com algumas cervejas geladas e desenvolver suas habilidades sociais.

Acho bacana, mas poderia ser uma escolha pro hóspede, não uma imposição, né? rs Mas é interessante esse clima que eles querem criar.

Encontrei um vídeo que mostra um pouco do que é o lugar:

Como chegar no melhor hostel da Colômbia

O hostel fica próximo a Cartagena, apenas 2 horas de barco. E existem três formas de chegar até lá. Eles indicam uma empresa parceira deles. É a forma direta de chegar e sai por 100.000 COP (R$110,00).

Também dá pra ir por Tolu. A partir de Cartagena (do centro histórico) pegue um táxi até o Terminal de Transportes de Cartagena (20.000 COP/R$22). O trajeto demora 45 mins. De lá sai um ônibus pra Tolu que dura 2h30 de viagem e custa 25.000 COP (R$27,50). Chegando em Tolu pegue um barco na Marina que custa 35.000 COP(R$38,50).

Mas fique atento, esse barco sai às 08h00 da manhã. No total sai o mesmo preço do barco direto 100.000 COP (R$110,00).

A última forma de chegar, e a mais barata, é por Rincon del Mar. Comece da mesma forma indo até o Terminal. De lá pegue um ônibus pra San Onofre (20.000 COP/R$22 e 2h de trajeto). Chegando lá, pegue um moto-taxi (as tuk-tuks do amor) e vá até Rincon del Mar. São 30mins de trajeto por 10.000 COP (R$11). Finalmente em Rincon del Mar você aluga um barco que chega no hostel em 45 mins. Mas, é um barco para 6 pessoas por 150.000 COP (R$165). Se você for sozinho e não tiver mais pessoas com quem dividir, vai ter que pagar o valor total.

É uma boa opção pra quem vai em grupo. E esses barcos operam entre 6h00 e 14h00. Se você conseguir dividir todo o barco, essa opação vai sair por 70.000 COP (R$77).

O sistema de reservas é feito direto pelo site. O hostel é eco-friendly, então os banheiros funcionam de forma diferente para não interferir no meio ambiente onde eles estão.

Separei algumas fotos incríveis pra você ter uma ideia melhor do que vai encontrar no melhor hostel da Colômbia:

E aí, já conhecia o Casa en el Agua? =)

p.s: Os preços em real foram calculados com a cotação do Banco Central em 24 de novembro de 2016. Os valores podem sofrer alteração conforme a cotação.

 

Classificação

2 média baseada em 33 ratings

  • Excelente
    8
  • Muito Bom
    0
  • Médio
    0
  • Fraco
    0
  • Péssimo
    25

Margot

Quando minha vida saiu dos trilhos percebi que podia ir pra qualquer lugar. Virei mochileira depois dos 30 e criei o blog pra contar sobre essa aventura.

04 Comments

  1. Yriz Soares

    Gentennn preciso ir nesse lugar!! Amei DIVA!!! Wanderlust!!

    8 de Fevereiro de 2017 Responder
    • Margareth Furtado

      Menina! Fiquei meeeeeega curiosa de ir. Fica pro futuro. Bem que a gente podia se programar e ir juntas, hein, hein!?!?!?!

      8 de Fevereiro de 2017 Responder
      • Yriz Soares

        Criatura não me atiça que na segunda volta de vocês à Colômbia eu me enfio nessa mochila hein?! hahaha

        8 de Fevereiro de 2017 Responder
  2. Margareth Furtado

    Nossa! Se você voltar por lá e for conhecer o Casa en El Agua, conta pra mim depois? Tô muito curiosa sobre o hostel. <3

    25 de junho de 2017 Responder

LEAVE A COMMENT

Diva De Mochila

No Diva de Mochila você acompanha a viagem de volta ao mundo de uma carioca-paulista que virou mochileira depois dos 30. Bem-vindo (a) ao blog!

No instagram

%d blogueiros gostam disto: