E Rio de Janeiro…continua lindo?
Brasil Praia

E Rio de Janeiro…continua lindo?

This post is also available in: enEnglish

O Rio de Janeiro continua lindo?

O que dizer do Rio de Janeiro? Vivi lá por 25 anos da minha vida…muitas histórias, muitas lembranças. Posso dizer que foi diferente passar 10 dias lá como alguém que já não mora mais na cidade. Muitas coisas não estão exatamente como eram: ônibus mudaram de trajeto, de ponto…o metrô tem estação nova, tem duas linhas dividindo o mesmo trilho… enfim, muitas coisas mudaram e muitas se mantiveram as mesmas. Uma delas é o carinho que tenho pela cidade.

Todos sempre brincaram que eu era uma carioca meio fajuta, que não tinha pinta de carioca. E isso sempre foi meio verdade, mas mesmo assim nunca deixei de gostar do Rio. Costumo  dizer que se o Rio fosse no lugar de Santos eu estaria no melhor dos mundos. rs

Mas voltar a “viver” (mesmo que por duas semanas) no Rio depois de tantos anos em São Paulo, também me fez ver como a sensação do Rio ser uma cidade bagunçada e difícil se manteve em mim. Mas mesmo assim, consegui matar algumas saudades: o Centro da cidade, o SAARA, o CCBB, a Cavé…foi ótimo.

E mesmo depois de tantos tempos morando na cidade, ainda consegui conhecer um lugar novo: The Maze. É um hostel+bar/restaurante que fica na Favela Tavares Bastos, no Catete. O lugar é aquela coisa meio descolada e o preço que se paga é pela vista que se tem. No dia era um almoço indiano, mas tava qualquer nota a comida. rs

Já a vista…:

[photogrid ids=”2693,2694,2692″ captions=”no” columns=”two” fullwidth=”yes” ]

Bem, foram duas semanas também pra curtir a comidinha da mamãe (hummmm), rever os amigos (pena que não todos) e matar as saudades da família, (com direito a um sábado inteirinho em Niterói que foi uma delícia…oi Jeffinho, Mônica e Gabi!!). =)

Uma história engraçada é que meu pai fez exatamente o que fazia comigo quando criança:
Estávamos eu e Edu vendo onde poderíamos tomar a vacina da febre amarela e um dia o meu pai e eu combinamos de ir na casa da minha vó e no caminho ele disse que ia parar pra deixar alguma coisa no posto de saúde com uma amiga dele, aí tô lá eu sentada e ele me chama “Vem cá que quero te apresentar a Fulana”…eu fui e PÃM….era a sala da vacinação. HAHAHAHA

O bom é que resolveu esse parada da vacina e lá mesmo peguei o cartão de viajante. rs Só meu pai mesmo.

Rio, não sei quando te vejo de novo, mas de um jeito ou de outro sempre te levo comigo. <3

Próxima parada: Ibitipoca!

Classificação

0 média baseada em 0 ratings

  • Excelente
    0
  • Muito Bom
    0
  • Médio
    0
  • Fraco
    0
  • Péssimo
    0

Margot

Quando minha vida saiu dos trilhos percebi que podia ir pra qualquer lugar. Virei mochileira depois dos 30 e criei o blog pra contar sobre essa aventura.

LEAVE A COMMENT

Diva De Mochila

No Diva de Mochila você acompanha a viagem de volta ao mundo de uma carioca-paulista que virou mochileira depois dos 30. Bem-vindo (a) ao blog!

No instagram

%d blogueiros gostam disto: