Visitando a Estátua da Liberdade

Turistando em Nova York, parte II:

a Estátua da Liberdade

Estátua da Liberdade em Nova York

Depois de conhecer o Empire State Building, acho que esse é o programa mais turistão que fiz na viagem toda! Afinal, tem algo mais turístico do que ir visitar a Estátua da Liberdade? É o equivalente a ir ao Cristo Redentor…só que bem mais cheio e com uma vista não tão bacana. #ProntoFalei (rs).

Mas, é claro que eu não ia perder a chance de ir nesse marco. E como a minha mãe e a mãe do Edu estavam animadas pra ir também, lá fomos nós três. Na verdade, esse dia foi bem bacana. Começamos pelo passeio na Estátua e depois fomos num musical na Broadway. Mas isso é assunto de outro post.

Então, segue no post se você quer saber tudo sobre como é a visita à Estátua da Liberdade. 😉

Logística e custos para visitar a Estátua da Liberdade

Para começo de conversa, posso dizer que existem algumas formas de visitar a Estátua: umas mais baratas e outras mais caras e até as gratuitas. Vou falar de cada uma e da que eu escolhi fazer. Daí você pode ter uma ideia bacana do que é melhor pra você.

O macete pra ver a Estátua da Liberdade de graça

Imagine a cena: você está serelepe por Nova York, comprou mil eletrônicos, dois mil itens de maquiagem, roupas, souvenires e então lembrou que quer visitar a Estátua da Liberdade. Mas sobrou só 10 dólares na carteira!!! Sem problema.

Você pode fazer o passeio até lá de forma gratuita. Basta pegar um ferry em Staten Island. Ou seja, você vai gastar com transporte público até lá e então…nada mais. Mas, o ferry (balsa) não ancora na ilha onde a Estátua está, você terá apenas uma vista a partir da balsa.

Essa balsa roda 24h por dia e dá uma volta pelo porto de Nova York, então é um passeio bem procurado pelos turistas. Além disso, você pode entrar com bicicleta no ferry.

É uma boa opção para quem quer dar só uma olhada melhor na Estátua e se dá por satisfeito assim. Para pegar o ferry você deve seguir de metrô até a estação South Ferry e lá embarcar. Existem horários específicos de saída, mas dá pra saber tudo aqui nesse site.

Statue Cruise, o único jeito de chegar até a ilha

Agora, se você quer chegar mais perto da Estátua, ali bem no pé, aí o melhor é comprar um dos passeios que levam até a ilha. O Statue Cruise é o passeio oficial e o único com permissão para ancorar na ilhota onde a Estátua está.

Existem algumas opções, dentre todas, nós fizemos a mais básica. Estávamos hospedados em Hoboken e decidimos em cima da hora que iríamos fazer a visita. Então, entrei no site onde vende os ingressos e comprei para o dia seguinte, sem problemas.

Mas, isso era porque nós saímos de New Jersey…e não de Manhattan. Quando vi, os ingressos de Manhattan estavam quase esgotados, então, compre antecipado.

Além de comprar pelo site, dá pra comprar no Battery Park, que é um parque na parte sul da ilha de Manhattan. Foi de lá que tive a primeira visão da Estátua, mas beeeeem de longe. Interessante é que a Estátua fica mais próxima de New Jersey do que de Manhattan.

Pois bem, o ingresso que compramos dava direito a visitar a ilha da Estátua, sem subir no mirante ou na coroa, e também dava direito a visitar a Ellis Island, onde tem o Museu Nacional da Imigração. Eu paguei $18,50 e as mães pagaram $14, pela idade. Aqui embaixo o mapa com o roteiro da barca saindo de New Jersey. =) 

Mapa da barca para a Estátua da Liberdade
Rota da barca saindo de New Jersey. Vê como a Estátua é bem do lado de New Jersey?

E afinal, como foi a visita em si

Comprei logo pro horário mais cedo, pois teríamos o musical para assistir a tarde, então chegamos bem cedo no ponto de saída da barca. Você pode comprar para sair do Liberty Statue Park, em New Jersey, ou do Battery Park, em Manhattan.

Nós compramos pra sair de New Jersey, já que estávamos hospedadas em Hoboken. Chegamos lá eram antes de 08h, pois diziam para chegar uma hora antes para retirar o ingresso comprado pela internet. Chegamos tão cedo, que só tinha a gente lá…hahaha

Conforme o táxi entrava pelo parque, vimos a Estátua bem de perto. Esse parque é bem grande e tem uma estação de trem desativada e abandonada. Foi meio confuso entender onde era pra retirar os ingressos e pegar a barca em sim, mas só porque não tinha chegado nenhum funcionário ainda.

O legal desse ingresso do State Cruise é que você compra o local de saída, mas depois você fica com liberdade de ir e vir entre os pontos de parada, que sáo a Ilha da Estátua, a Ellis Island com o museu e Manhattan.



 

Então, saímos de New Jersey e descemos primeiro na ilha do Museu da Imigração. Ficamos por lá umas 2h visitando. As exposições eram bem montadas e com bastante memorabília. Depois que terminamos, fomos pro ponto de onde saíam as barcas e pegamos a que ia pra ilha da Estátua.

Descemos lá e fomos ver a Estátua. Nosso ingresso dava direito a andar em torno dela, mas sem subir no mirante ou na coroa. Na boa? Não tivemos interesse. A melhor vista do alto de Manhattan é do Empire State Building, então esnobamos mesmo o mirante da Estátua…hahaha

Estava um baaaita calorão e bem cheio, e isso porque era de manhã, hein! Andamos, vimos a Estátua, tiramos nossas fotos e seguimos nosso caminho. E como íamos para Broadway, pegamos a barca que seguia pra Manhattan. Descemos no Battery Park e pronto!

Estátua da Liberdade em Nova York

Foi tudo muito tranquilo e fácil. Tirando o calorão que acabou com minha maquiagem-diva-na-Broadway, tudo certo! (rs)

A Estátua em si é menos pessoalmente do que nos filmes, mas isso eu já esperava. O Museu da Imigração é interessante, mas acho que quem tem uma conexão histórica com a cidade e os imigrantes, vai curtir mais. Por exemplo, na parte de trás do prédio do museu, que é o espaço onde os imigrantes desembarcavam no país, tem uma série de painéis com os nomes dos imigrantes que chegaram por lá.

Eu confesso que foi bem mais divertido do que eu imaginava, viu? Achei que valeu pagar os $18,50. Se você quiser gastar o dia todo só nisso, sem problemas. Depois que as barcas começam a circular, elas vão saindo de um lugar para o outro em intervalos de meia hora. Então, é super tranquilo.

Ah, só um detalhe. Você pode andar de barca entre a Liberty Island e a Ellis Island à vontade, mas assim que você sai em Manhattan ou New Jersey, aí não pode mais voltar.

Sobre a visita na Estátua, o ingresso que comprei é o Reserve Ticket. Se você quiser subir no mirante, é o Pedestal Ticket, já se quiser subir na coroa – e ter a visão que os Caça Fantasmas tiveram (rs) – aí o ingresso a comprar é o Crown Ticket. 😉

Maaaas, se você é uma pessoa mais abastada e quer divar, dá até pra andar de helicóptero pra ver a Estátua. (rs) Não sei quanto custa, mas vi no Battery umas empresas oferecendo.

Pois bem, para encerrar o passeio turistão, fique de olho que o próximo post é sobre um pequeno sonho realizado: assistir um musical na Broadway!!! \o/ E foi sensacional. Mas só contarei mais amanhã….(rs)

Se você ficou com alguma dúvida sobre como fazer pra visitar a Estátua da Liberdade, pode perguntar aqui embaixo que eu te ajudo no que puder. =)

Ah, e já que você está por aqui, talvez possa gostar de ver também esses outros posts:




Quando minha vida saiu dos trilhos percebi que podia ir pra qualquer lugar. Virei mochileira depois dos 30 e criei o blog pra contar sobre essa aventura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.