Hospedagem, seus truques e como buscar a melhor.
Dicas Hotel

Hospedagem, seus truques e como buscar a melhor.

Rating Chart

5 average based on 1 ratings

  • Excellent
    1
  • Very Good
    0
  • Average
    0
  • Poor
    0
  • Terrible
    0

E agora, onde ficar?
Como escolher a melhor hospedagem?

Bem, já se foram 5 hotéis, 8 Airbnbs e 4 pousadas. Não definimos muito quem faz o que nas questões da viagem, mas acabei ficando naturalmente com as escolhas da hospedagem. Em Outubro do ano passado fomos ao Rio pro Edu conhecer meus pais (e também pra contarmos da viagem e tudo mais) e procurei um Airbnb pra ficarmos. O lugar em Santa Teresa era uma graça! A acomodação era bacana, a vista era sensacional…sem contar que era Santa Teresa, um dos meus bairros favoritos no Rio.

Mas escolher a hospedagem numa cidade que você conhece bem, é fácil. Escolher “fora de casa” que é a grande questão. E até agora só não curti mesmo um lugar que ficamos (que não fui bem eeeu quem escolhi…rs A história completa dá pra ver aqui). Então, estava conversando com uma amiga que vai viajar (Oi, Yriz!!) e falando dos hábitos que peguei ao escolher hospedagem. Ela sugeriu um post com essas dicas e achei que pode ser útil pra mais alguém. =)

Nenhuma viagem é igual

Bem, a nossa viagem tem algumas peculiaridades:
1. Não usamos avião, só ônibus (mais pra frente vai ter barco e trem..YEY).
2. Precisamos trabalhar, por isso Wi-Fi é indispensável.
3. Nosso roteiro não está definido em detalhes, vamos montando conforme viajamos.

Como a ideia da viagem é seguir uma vida normal (trabalhar, cozinhar etc) mesmo que em outros lugares, também acabo procurando hospedagem com cozinha, máquina de lavar etc. No começo da viagem eu pesquisava em tudo que era site pra conseguir achar o lugar com melhor custo-benefício, mas hoje em dia fico entre Airbnb e Booking mesmo. No Airbnb é mais fácil achar lugares que atendem as nossas necessidades, já que o Booking tem mais hotéis e pousadas. Mesmo assim, já achei uma casa que estava anunciada no Airbnb mais barata no Boooking… a M-E-S-M-A casa!! rs

MP4_1459806039799

Zerando o Airbnb

O Airbnb, como a maioria deve saber, é uma plataforma que você aluga quartos (ou apartamentos/casas inteiras) diretamente de pessoas físicas, que são chamados de anfitriões. A transação é toda por cartão de crédito e existe a taxa do Airbnb além de uma taxa de limpeza, por isso o caso da casa acima estar mais barata no Booking.

As duas plataformas são boas a beça, vai depender do que você está procurando. Quando definimos o próximo destino eu vou primeiro no Google pra ver como fazemos pra chegar na cidade, já que nem todas você vai parar exatamente numa rodoviária…rs Volta e meia é um drama, porque nem sempre a busca ajuda a descobrir os ônibus direito, mesmo existindo vários sites pra essa finalidade (taí uma boa oportunidade de negócio pra quem quiser meter as fuças), mas geralmente dá pra ter uma ideia. Então, vendo onde é a chegada na cidade eu vou dando uma olhada nos bairros próximos que aparecem no mapa. E aí, parto pros sites de busca.

giphy

As duas plataformas (Airbnb e Booking) têm filtros excelentes pra definir a busca exatamente como você precisa. No Airbnb sempre começo já colocando definido o período de hospedagem (parece óbvio, mas antes eu deixava aberto e depois era chato ficar vendo se os lugares estavam disponíveis ou não), marco que é “Local todo” (casa/apê todo) e deixo marcado também dois itens de comodidades: Wi-Fi e Máquina de Lavar. E vou dando aquela olhada. Ali na parte direita do site (aqui no print embaixo) tem um mapinha que facilita bastante ver as regiões, e se você deixar marcado (ali naquele box “Buscar enquanto..”) e ir arrastando com o mouse ele vai procurando conforme você desliza o mapa.

Screen Shot 2016-04-04 at 8.10.02 PM

Então, baseada na minha pré-busca das regiões que quero, eu vou vendo os lugares. Vai ter de tudo no Airbnb…de coisas baratas (como R$70 por dia em BH) a hospedagens surreais de R$13.000/dia (sim, tem lá! E não, não ficamos nela….hahaha). Você pode limitar o valor da diária e isso também vai facilitar muito a busca.

Ligando o modo “expert

giphy-2

E então a partir dessa busca básica alguns detalhes são importantes:

1. Leia todos os comentários da hospedagem. Isso diz muito. Às vezes pinta 1 comentário negativo entre 30 positivos, vale a você avaliar se foi algo pontual ou não. Mas às vezes tem coisas negativas espalhadas em comentários diferentes. Por vezes nem é exatamente negativo, falam bem do geral, mas chamam atenção pra um ponto. Como foi o caso do segundo apê em Salvador em que todos comentaram que a dona deveria pôr ar-condicionado no lugar todo e não só no quarto. Já cheguei sabendo que a sala ia ser meio quente…rs
2. Suspeite dos lugares que colocam apenas a região, sem nem o nome da rua. Nesses casos, muitas vezes a localização não é tão boa quanto se diz. E o nome da rua, no meu caso, influencia muito na minha escolha (mais na frente digo porque). Quando a reserva é confirmado você recebe o endereço completo, mas o anfitrião pode botar o nome da rua no anúncio.
3. Suspeite (MUITO) de lugares que tem mais fotos dos espaços em comum do prédio, das regiões do bairro, do que do apartamento propriamente dito.
4. Existe uma classificação que os hóspedes dão pra: precisão, localização, comunicação, limpeza, check-in, valor. Eu sempre dou um “ponto a mais” pros que estão com bom ranking de localização e check-in (porque é muito desagradável depois de horas de viagem no busão e mochila nas costas chegar e ficar esperando o dono do apê).

Um plus a mais adicional

tumblr_nwja98wdSR1rdl73wo3_500

E se acho que o lugar é bacana e tem potencial, antes de fechar faço mais duas buscas. Uma é jogar o nome da região/rua no Google+assalto e ver se a área é segura (sim eu faço isso…rs). Além disso, costumo fazer uma busca de quanto tempo de ônibus ou quanto dá a tarifa de táxi da rodoviária (ou do ponto de chegada) até a casa. Teve casos em que chegamos na rodoviária e pegamos busão mesmo, e teve casos em que pegamos táxi. Pras buscas de ônibus uso o próprio Google ou o Moovit, pra busca de táxi uso o www.tarifadetaxi.com  É excelente! Busca dreitinho por cidade e calcula a tarifa sem erros. É um bom norte pra esse tipo de gasto! Claro que ele funciona só pro Brasil, não pensei ainda como vou fazer quando a gente chegar ao Peru (o primeiro país que vamos passar depois de sair do Brasil). Mas isso é um problema pra Margot do futuro! rs

Screen Shot 2016-04-04 at 8.38.15 PM

Outra questão que pode ser interessante: no Airbnb existem alguns anúncio com um símbolo de relâmpago, isso significa que sua reserva é automática, ou seja, o anfitrião não precisa autorizar sua reserva. Caso contrário, ele tem até 24h pra responder.

Money que é good nós num have:
sobre preços, descontos e cancelamentos

giphy-3

Agora uma questão que vale ficar atento: o box “preço” do Airbnb!

Screen Shot 2016-04-04 at 8.47.30 PM

Aqui é onde você pode se dar bem, ou cair numa cilada, Bino! rs
Alguns lugares cobram por hóspedes adicionais, tem que cobre já acima do segundo hóspede. E aí aquele lugar lindo que você achou por R$80, vira R$160! O depósito de segurança não é algo para se preocupar muito. Já o desconto semanal e mensal é algo bacana. Consegui baixar em quase 25% uma vez a hospedagem ficando 7 noites no lugar. =)

Já Cancelamento é algo a ser muito bem avaliado. Nem sempre rola, mas eu dou preferência as que são “flexível”. O Airbnb tem alguns patamares de política de cancelamento. As mais comuns são: Flexível, Moderada e Rigorosa (como é o caso dessa do print).

A diferença entre elas:

  • Flexível: reembolso integral até 1 dia antes do check-in. Ou seja, dá tempo de desistir ou cancelar em caso de imprevisto.
  • Moderada: reembolso integral até 5 dias antes da chegada. Ou seja, até dá pra desistir, mas não em cima da hora.
  • Rigorosa: reembolso de 50% até 1 semana antes da chegada. Nesse caso, são 7 noites antes pra cancelar e se algo acontece de última hora… Fica ligado, porque nesse caso é preju mesmo.

E se depois diiiiisso tudo, se o lugar escolhido estiver dentro do que eu estou esperando eu vou lá e PIMBA! rs

O Airbnb é uma compra internacional, então fique esperto na política do seu cartão. No primeiro mês isso embaralhou todo o meu controle financeiro…mas isso não cabe nesse post, quem sabe um próximo.

Nem só de Airbnb vive o homem. 

giphy-6

Quando nada no Airbnb se encaixa no que quero (e acontece), ou simplesmete não tem mesmo nenhum lugar (caso de Canudos) eu recorro ao Booking. No geral ele têm filtros bem próximos ao Airbnb, você pode escolher se quer lugar com Wi-Fi, ar-condicionado etc. Além disso ele tem uma função que não tem no Airbnb, você pode escolher se a viagem é a trabalho ou lazer, isso muda o modo de busca dele. Se for trabalho ele vai procurar lugares com comodidades tipo wi-fi, café da manhã e estacionamento. Se for lazer ele leva mais em consideração localização e resenhas de hóspedes.

Além disso, também dá pra escolher apartamentos no Booking, ele tem esse filtro. Só que a oferta é menor que no Airbnb, o forte do Booking é hotel e pousada. Fora isso, todos os outros quisitos de escolha que faço pro Arbnb, aplico no Booking também.

Uma função que uso muito nos dois é sair favoritando os lugares que gosto pra depois ver com calma. Os dois têm essa função, só clicar no coração e ser feliz.

Uma vantagem do Booking em relação ao Airbnb é que dá pra fazer reservas sem precisar de cartão de crédito (não são todos os lugares, mas os que fiz até hoje permitiram) e aí você paga quando chegar no lugar usando outras formas de pagamento, se preferir e se o local tiver (fique de olho nisso quando for fechar a hospedagem).

Fora Airbnb e Booking, ficamos em alguns Ibis pela comodidade e praticidade. Eles têm um programa de fidelidade chamado Le Club e estou acumulando os pontos lá…rs De dica pra Ibis são duas: o Budget é sempre mais em conta (se for pra poucos dias é de boas) e fazer a reserva pelo site deles dá desconto na tarifa (a L-O-K-A dos descontos…rs).

Acho que no geral é isso. Espero que seja útil e quem quiser saber mais alguma coisa, só mandar um comentário que ficarei feliz em ajudar.

Onde ficamos até agora

giphy-5

Aqui segue a lista de hospedagem que ficamos até agora e eu super recomendo:

  • Conceição da Ibitipoca: Pousada charmosinha, não muito perto do centro, mas nada muito longe. As donas (são gêmeas) são muito gente boa e o café da manhã tava booooom.
  • Ouro Preto: Um apartamento super charmosinho, com cozinha equipada e um vinho de boas-vindas. Bem localizado!
  • Belo Horizonte: Apartamento espaçoso, ótimo custo-benefício, excelente localização. Adorei esse apê. <3
  • Brasília: Apartamento no meio da Asa Norte, muito, muito charmoso. Cozinha pequena, mas muito prática. Decoração linda e a anfitriã é muito gente boa.
  • Arraial D’Ajuda: Um lugar chiquérrimo! Super estiloso, a um pulo da praia.
  • Aracaju: Pousada que era um mini apê! =) Bem atrás da rua da orla e muito tranquila.
  • Maceió: Apartamento simples, mas muito honesto. Bem localizado e com uma boa cozinha. O anfitrião é muito solícito.
  • São Miguel dos Milagres: Nossa, estou a-p-a-i-x-o-n-a-d-a por essa casa, por esse lugar…vale muito a pena se hospedar aqui. O Patrick (anfitrião) é um arquiteto belga e disse que a casa está só 20% do que ele quer fazer de melhorias…então é capaz de quem vier mais pra frente achar uma casa ainda mais bacana do que já é.

E é isso. Virgemaria escrevi a beça…hahaha

giphy-8

Tô montando um post “só para mulheres” com as peripécias de como viajar de mochila e manter o “lado diva”…rs
Aguardem. =)

***** ATUALIZAÇÃO *****

Desde que escrevi esse post e vi que o pessoal curtiu, pensei que poderia aproveitar essas experiências pra ajudar mais ainda quem gosta de viajar. Por isso, criei uma série de ebook “Como se Virar”.

São guias com dicas práticas e passo a passo para viajar da melhor maneira possível. Já dá pra acessar o Como se virar com o Airbnb e Como se virar com a grana.

Photos

    Margot

    Quando minha vida saiu dos trilhos percebi que podia ir pra qualquer lugar. Virei mochileira depois dos 30 e criei o blog pra contar sobre essa aventura.

    You Recently Viewed ...

    Estaiada com árvores

    Como se planejar para uma viagem de bate e volta

    Homem olhando mapa

    Top 5 em dobro: blogs de viagem bacanudos para conhecer

    Vai para a América Central? Saiba o que beber

    Mulher sentada no sofá pensativa

    5 erros que cometemos nos deslocamentos da viagem

    Machu Picchu

    5 roubadas na América do Sul…que você vai acabar fazendo de qualquer jeito

    • Yriz

      UHUUUUU!!!!Atendendo a pedidos!!Amei Margot! Vou usar T-O-D-A-S as dicas!!Diva!!

      • Use e abuse, Yriz! rs \o/

    • Dani=)

      Margô!
      Adorei as dicas. Quero muito ver as postagens “só para mulheres”. Mas, além dos toques de beleza [uau! =)] , vc poderia incluir uma parte que falasse de como vc se sentiu enquanto mulher nos vários lugares. Tipo: caso Salvador, saca?
      Estou adorando o mapinha cheio de cores…
      Saudades, queridona…

      • Ótima ideia, Dani! Vou fazer sim. =)
        Que bom que você tá curtindo… \o/

        Saudades…onde você e o Fernando vão encontrar a gente, hein!? rs

    DivaDeMochila

    No Diva de Mochila você acompanha a viagem de volta ao mundo de uma carioca-paulista que virou mochileira depois dos 30. Bem-vindo (a) ao blog!

    Lá no Instagram