Guayaquil, a primeira parada no Equador
Equador Dicas

Guayaquil, a primeira parada no Equador

Classificação

0 média baseada em 0 ratings

  • Excelente
    0
  • Muito Bom
    0
  • Médio
    0
  • Fraco
    0
  • Péssimo
    0

Guayaquil, seu Malecón, Las Peñas e o caminhão de lixo

Nossa primeira parada no Equador foi em Guayaquil. Depois de uma semana tranquila e muito prazerosa em Máncora, chegou o momento de enfim nos despedirmos do Peru. Pegamos um ônibus que saía de Máncora direto até Guayaquil. Pagamos 100 soles em um ônibus executivo da Civa. Confortável e com serviço de bordo, como já era de praxe dos ônibus do Peru. =)

A entrada no país foi de boas, mas cansativa. O ônibus para na aduana bem na madrugada e perde-se umas duas horas no processo. É um prédio só, onde no mesmo espaço você entra numa fila para pegar a saída do Peru e mais adiante outra fila para dar entrada no Equador.

Algo que me chamou atenção é que quando estávamos na fila uns rapazes ficaram olhando o meu passaporte, achei que podiam ser brasileiros. Mas eles começaram a falar entre si e pude deduzir que eram nigerianos. Eles tentaram usar uma carteira de trabalho do Brasil para entrar no Equador.

O homem da migração disse que eles não poderiam entrar com aquele documento e até irmos embora eles estavam perambulando por lá. Fiquei imaginando como eles entraram no Peru, mas é tanta mata e entradas diferentes que acho que é possível passar sem precisar fazer os trâmites legais. Enfim, não vou me estender nessa divagação, espero que eles tenham achado uma solução.

Bem, depois de umas duas horas esperando que todos do ônibus fizessem o processo de saída e entrada e revistassem os ônibus e malas, aleatoriamente, voltamos pro ônibus e seguimos viagem.

Como viajamos a noite, não deu pra ver muita coisa da estrada, mas não senti buracos nem nada. Consegui dormir um bocado até. A chega em Guayaquil foi tranquila. Tinha reservado um Airbnb num bairro que vi parecer tranquilo. Urdesa Central.

O Airbnb em que ficamos era bem bonitinho, todo moderno e bem decorado. Isso porque era de um arquiteto. Ele comprou uma casa enorme e transformou em pequenos apartamentos que aluga para inquilinos tradicionalmente.

Na parte da frente ele fez um pequeno loft, que é o que aluga no Airbnb. Era bonito, moderno, mas tinha lá seus problemas. A porta de entrada era direto na rua e não tinha janela na sala, a cozinha que era estilo americano (toda aberta) era bem equipada e tinha uma grande coifa, mas quando eu cozinhava ficava quente pra caramba…rs Mas era muito bem localizado. Tinha uma avenida grande perto com bancos e supermercados.

Por sinal…BANCOS! O Equador têm banco a beça! Andamos muito pela cidade e não vi um banco repetido. Tem um que pra nós soa engraçado: Banco Pichincha. Apesar do nome, era o que cobrava a taxa mais cara para saque internacional…hahaha Mas o nome é por causa de uma cidade, claro.

E depois de devidamente instalados e com trabalhos em curso, fui pesquisar o que tinha pra fazer em Guayaquil.

O Malecón de Guayaquil e Las Peñas

Basicamente vi duas coisas que fiquei com vontade de conhecer, o Malecón e o bairro Las Peñas. O Malecón é o equivalente a nossa orla. No Uruguai chamam de La Rambla, no Peru e no Equador é Malecón.

Vi que o Malecón tinha sido construído há alguns anos e parecia bem bonito. E lá fomos nós visitar um dia. De fato é uma orla bacana, com alguns cafés, restaurantes, lugares dedicados para crianças…ele não é uma orla gigantesca, mas tem seu charme.

Bem no meio existe uma praça com um monumento e se você segue para a direita têm vários restaurantes mais populares, McDonalds inclusive, e para a esquerda tem a parte mais chique. Com direito a um cinema enorme.

No meio do Malecón vimos algo que muito nos interessava. Um ponte de venda do Tren Ecuador. Esse trem cruza todos o país, ligando a costa até as montanhas. O Edu já estava de olho nessa viagem de trem e vimos que dava pra fazer por trechos menores. Mas nesse dia que fomos ao Malecón estava fechado e por isso voltamos outro dia.

Algo que me chamou muito a atenção é que todos mundo estava lá no Malecón a noite com o celular ligado caçando Pokemón! Grupos e mais grupos de jovens procurando onde os bichinhos estavam. E parece que tinham vários pelo que vi na tela de um aqui e outro ali.

Gostei do Malecón, achei bem agradável e com lugares bacanas pra sentar e ficar de boas.

 

O bairro e as cores de Las Peñas

Outro lugar que achei interessante para visitar foi o bairro de Las Peñas. É um bairro com casinhas super coloridas e no topo um farol. Ele fica próximo ao Malecón, mais para depois do lado chique onde tem o cinema.

Esse passeio foi o oposto do Malecón. Acabei criando mais expectativa para conhecer Las Peñas e acabei ficando decepcionada.

Na verdade o local é uma favela que levou um banho de tinta. É uma grande subida, toda com escadas, Super movimentada e não há perigo. Mas conforme fomos subindo dava pra notar que a noite ali deve ser “agitado”, se é que você me entende.

Bem, subimos os 444 degraus até o farol e então entramos no farol. A vista da cidade é bacana, mas nada extraordinário. É um passeio interessante e agradável, mas não crie grande expectativas. Rs

O farol de Las Peñas
O farol de Las Peñas

Quando descemos de Las Peñas exploramos um pouco mais a parte de baixo que existe entre o lá e o Malecón. Essa parte é bem bacana. Existem várias galerias de artesãos, pintores…e mais a frente descobrimos uma praça com diversos restaurantes e bares.

Nenhum se destacou muito e também não havia nada muito típico. Dá pra ir de comida japonesa até as carnes na mesma rua. É um lugar bem bacana pra encerrar o dia. Que foi o que fizemos.

 Vivendo como um local em Urdesa Central

O bairro em que ficamos era bem tranquilo e com muitas coisas próximas. Na avenida principal existiam vários bares, restaurantes e batemos ponto em uum bar que fica na Calle 9.

Tomamos uma Club para ver qual era. Tava boa. Parecida com as nossas cervejas, um pouco menos aguada. Rs

Um belo dia estávamos lá e passou um ônibus de festa com uma galera super animada cantando, bebendo…em pleno dia de semana. Os equatorianos sabem festejar…rs

Numa bela tarde estou eu indo no supermercado e passei por uma loja de produtos de beleza. Claro, dei aquela entrada pra conferir…rs Não existem marcas nacionais, tudo que tinha de maquiagem era importado. Acabei comprando uma paleta pequena de corretivos e….uma tinha de cabelo roxo!!! \o/

Há alguns anos eu pintei meu cabelo de roxo. Tive que descolorir pra poder fazer isso. Deu um trabalhão e acabei mantendo por pouco tempo. Mas mesmo assim, não tinha ficado ainda na cor que eu queria.

Então, lá estava eu na loja e fui ver as tinhas de cabelo. Daí a menina me trouxe a paleta e lá estava a cor… Rubio Rojo Violeta. Comprei! Testei! E ficou simplesmente INCRÍVEL! Ficou exatamente da cor que eu sempre quis!!! Eu fiquei apaixonada pelo meu cabelo novo. <3

Até tirei uma selfie pra comemorar e exibir essa cor incrível. Saca só:

Não comprei outra caixinha…mas acho que devo encontrar de novo. O pessoal por aqui gosta dessas cores diferentes, lembro quando trabalhava na gravadora e a Dulce María manchou uma banheiro de um hotel chique porque usou uma dessas tintas. A label que trabalhava com ela sofreu nessa época…

Mas essa não manchou nada. Nem os travesseiros, que foi o meu medo. Enfim! Finalmente tenho o cabelo roxo que sempre quis e agora ninguém me segura…hahaha

Uma coisa que achei muito bizarra por lá, foi a música do caminhão de lixo. Estava de boas uma noite passeando pela rua e o caminhão passou…a música parece aquelas músicas de filme de terror…hahaha

Um dia tentei gravar, mas não sei se dá pra ouvir muito:

Guayaquil foi uma boa porta de entrada no Equador. Simpática, mas contida. É uma cidade já bem inserida no agito urbano, só que parece que não tem o stress da cidade grande. =)

Próxima parada: Cuenca.

Cidade histórica

Dicas

Trem

Margot

Quando minha vida saiu dos trilhos percebi que podia ir pra qualquer lugar. Virei mochileira depois dos 30 e criei o blog pra contar sobre essa aventura.

Você visitou recentemente ...

De trem até Puno

Nos trilhos dos Andes

O Palácio Carondelet em Quito

Quito e como apertamos a mão do vice-presidente do Equador

Viajar de trem pelo Equador

Viajar de trem pelo Equador é sensacional

Cuenca e toda sua beleza

Cuenca, uma pérola na serra equatoriana

LEAVE A COMMENT

DivaDeMochila

No Diva de Mochila você acompanha a viagem de volta ao mundo de uma carioca-paulista que virou mochileira depois dos 30. Bem-vindo (a) ao blog!

%d blogueiros gostam disto: