Natal…fora de época.
Brasil Praia

Natal…fora de época.

Classificação

0 média baseada em 0 ratings

  • Excelente
    0
  • Muito Bom
    0
  • Médio
    0
  • Fraco
    0
  • Péssimo
    0

Natal com direito a duplo sentido mesmo.

Natal é uma cidade muito simpática, mas não conheci muuuuita coisa. rs
Isso porque a passagem por Natal foi em grande parte pra matar saudades: de uma amigona que mora lá (Oi, Yriz!!) e dos meus pais que tinham planejado uma viagem pra cidade e conseguimos coincidir as datas. <3

Já digo que meus pais conheceram beeeem mais coisas do que eu…hahaha

Antes de falar de Natal, tem uma questão que vale ser jogada na mesa: pulamos direto de Recife pra Natal. Em parte pra conseguir encontrar meus pais e em parte porque descobrimos que estamos “atrasados” pra um plano da viagem. A história é a seguinte…não temos um roteiro definido, temos uma ideia ampla que é subir o litoral do Brasil (já estamos fazendo isso), chegar em Belém e começar a navegar o Rio Amazonas pra entrar de barco no Peru (uie). A partir daí é subir até os EUA e pelo Alasca entrar na Rússia atravessando o Estreito de Bering.

Poréééém, essa travessia só rola de avião (por isso a questão de avião na viagem quando não tiver outra maneira) e só numa janela de tempo específica do ano…ou seja, pra conseguirmos fazer isso temos que chegar no Alasca pra pegar o último voo dia 29 de Agosto. Pois é, a Sapucaí é grande e o tempo urge. rs

Então, enquanto não pensamos num plano B, vamos tentar chegar lá nesse prazo. Tudo é uma questão de escolhas e nesse caso a nossa foi pular direto pra Natal, mas acho que viagem é assim mesmo, né? Se você vai pra direita perde um monte de coisas que estão na esquerda e vice-versa.

Enfim, vamos nessa que esse post é sobre a passagem por Natal…rs

Eu gostei bastante de Natal. Ficamos hospedados em Ponta Negra, a parte mais turística. Conseguimos um Airbnb dentro do orçamento e num andar alto, então da varanda conseguíamos ver o mar e o Morro do Careca. Achei bacana a orla de lá, ela é diferente de tudo que vimos até agora porque ela fica um tanto isolada da avenida. Você precisa pegar uma das ruas que desce pra orla e nela tem os hotéis, restaurantes e eles isolam a orla…então você consegue caminhar sem aquele barulho de carro passando. Isso é bem legal.

Uma curiosidade é que por lei existe uma proibição de construção de prédios altos ali na orla, isso pra deixar que o ar circule melhor pela cidade e pelo que vi funciona. =)

Na orla tem bastante restaurante (bem pra turista então nada muito barato) com umas comidas boas. Hummm…nessas eu passei no Mercado de Ponta Negra, um lugar gigaaaante com muitos doces, temperos e bebidas. Lá experimentei uma rapadura de caju (doce toda a vida, mas boooa) e comprei um pedaço de carne de sol, que foi basicamente nosso almoço por 3 dias…hahaha

Aqui embaixo uma espiadinha num dos vários corredores do mercado.

IMG-20160420-WA0006

Outra peculiaridade da cozinha de lá é o feijão verde. Dá pra fazer como salada, refogado etc. A questão é que como ele é colhido ainda verde tem que fazer e comer logo pra não estragar.

No mais foi isso, não fizemos grandes passeios nem nada. Estávamos com trabalhos pra entregar e aproveitei um dia mais tranquilo e passei a tarde toda na casa da Yriz. rs

Nós divando…

IMG-20160422-WA0001IMG-20160422-WA0002

 

 

Nós comendo….

IMG-20160422-WA0005IMG-20160422-WA0004

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tava mó bom…

Meus pais curtiram os passeios que eles fizeram, minha mãe disse que gostou mais da Pipa. Nós saímos pra jantar um dia no Mangai e comi muito bem…valeu a pena! 😉

Olha nós aí:

DSC_0002

Natal foi uma cidade tranquila e que proporcionou bons reencontros. Vou levar boas lembranças de lá, na verdade vou levar só as lembranças porque não tirei quase nenhuma foto. rs

Pra alegrar um pouco esse post, deixo o momento “Margot se apegando a R$10…” porque todo dinheiro conta na viagem:

Próxima parada: Macapá!

Alerta de Spoiler

Cidade histórica

Praia

Margot

Quando minha vida saiu dos trilhos percebi que podia ir pra qualquer lugar. Virei mochileira depois dos 30 e criei o blog pra contar sobre essa aventura.

Você visitou recentemente ...

20 fotos pra inspirar você a conhecer Januária

Brasil

Desculpe o transtorno, preciso falar do Brasil

Tríplice Fronteira

A tríplice fronteira do Brasil

Meninos do Rio

De barco pelo Amazonas

A vista de Manaus

Manaus: 3 dias em mais de 30.

01 Comment

  1. margarethfurtado

    Ahhh….foi ótimo te ver e conhecer sua casinha! =)
    Vou pedir pra ela escrever dos passeios e postar aqui. o/

    Nos vemos em 2017??? :*:*

    13 de maio de 2016 Responder

LEAVE A COMMENT

DivaDeMochila

No Diva de Mochila você acompanha a viagem de volta ao mundo de uma carioca-paulista que virou mochileira depois dos 30. Bem-vindo (a) ao blog!

%d blogueiros gostam disto: