Puebla de Zaragoza: Patrimônio da Humanidade e boa comida!
México

Puebla de Zaragoza: Patrimônio da Humanidade e boa comida!

Rating Chart

4.9 average based on 7 ratings

  • Excellent
    6
  • Very Good
    1
  • Average
    0
  • Poor
    0
  • Terrible
    0

Puebla, uma pérola mexicana

Depois de passarmos tantos bons momentos – como assistir uma lucha libre – em Xalapa, era hora de seguir caminho. Eu queria muito visitar Oaxaca, mas por questões práticas optamos em pular e seguir direto para Puebla.

Puebla é uma cidade localizada a 1h30 da Cidade do México e o Centro Histórico de lá é Patrimônio da Humanidade da UNESCO.

Mas fomos sem saber muitos detalhes da cidade. Tenho uma amiga que conheci em São Paulo e que é de Puebla, e por sorte, ela estava por lá. =)  Então, vamos ao post!

Onde se hospedar

Ficamos por lá 6 dias e nesse meio tempo em dois hotéis diferentes. O primeiro era mais afastado, mas dava pra ir a pé até o Centro Histórico. Só que de noite ficava tudo muito deserto.

Já o segundo hotel era bem no Centro Histórico, há poucas quadras da Plaza de Armas e com um restaurante bem embaixo. Entre os dois, o segundo é melhor, pela localização. Entre serviços e conforto, os dois eram tranquilos.

Hotel em Puebla
Esse é o Hotel Señorial, que fica bem próximo a Plaza principal.

A diária não foi cara, mas não tinha café da manhã. Minha meta é gastar no máximo até R$120 por dia com hospedagem.

Como gastamos bem pouco em Xalapa, já que a diária era R$70, acabei me dando ao luxo de gastar um pouco mais nesse segundo hotel de Puebla.

O valor acabou saindo por um pouco menos de R$170.

Os funcionários são muito educados e solícitos e embaixo tem um restaurante muito bom. Foi lá que experimentamos um dos pratos mais gostosos do México…depois de tacos al pastor..rs

 

Mas se você não curtir nenhum dos dois que falei, a única dica que deixo é pegar algum hotel que seja no Centro Histórico mesmo. 😉

O que fazer em Puebla

Passear e conhecer o Centro Histórico é o grande atrativo da cidade. E o bom é que a cidade é plana e o Centro é pequeno.

Não tão pequeno quanto Campeche, mas não tão grande quanto Cartagena. Até porque as construções são de outras dimensões.

Os prédios são lindíssimos, mesmo! Edu ficou surpreendido, pois ele havia passado por Puebla anos antes a caminho da Cidade do México e só tinha visto a parte mais afastada…ou seja, ele não tinha ideia que havia toda essa beleza na cidade.

Eu também fiquei embasbacada! A praça principal é grande e o prédio de destaque é a Catedral. Bem em frente a ela existe aqueles chafarizes que saem do chão mesmo, sabe?

Estava mó calor em Puebla e as crianças ficavam se refrescando nesses chafarizes…owwwmmm! rs

Bem próximo da Catedral existe o Museu Amparo. No topo desse museu tem um café com uma vista da cidade, mas para entrar no café é preciso pagar a entrada do museu. Bem, eu sou da premissa que museu nunca é demais…então, fica a dica. 😉

Museu Amparo em Puebla
Este é o Museu Amparo.

A coleção permanente do MA está dividida em dois eixos fundamentais: Arte Pré-hispânica e Arte Virreinal, que é um viés da arte colonial, com arte do século XIX. Além disso, conta ainda com um acervo de arte moderna e contemporânea que atualmente está crescendo.

O museu funciona de 10h às 18h, a entrada custa 35 pesos mexicanos, mas aos Domingos e Segundas-feira a entrada é gratuita. 😉

Além de conhecer Puebla, existe uma parte da cidade que vale ser visitada: Cholula!

A catedral de Cholula

Por que Cholula é interessante? Pela catedral que os espanhóis construíram. Isto porque ela foi construída em cima da pirâmide asteca que havia por lá. Com isso, a catedral fica bem elevada e lá no fundo é possível ver o Popocatepetl em todo seu explendor.

Catedral de Cholula em Puebla
Catedral de Cholula em Puebla, e no fundo o vulcão Popocatepetl.

Ao mesmo tempo em que é triste ver como uma civilização subjugou outra, é legal ver que o governo mexicano revelou a pirâmide para que todos vejam esse contraste.

Para chegar em Cholula fomos de ônibus e demorou mais de 1h. Na volta descobrimos que existia um trem que voltava para Puebla. Como gostamos de trem, fomos atrás pra ver qual era.

Pois bem, não é um treeeem, é um VLT, tal como o que tem no Rio de Janeiro desde a Olimpíada.

Estava recém-inaugurado e demora quase 1h pra chegar em Puebla, mas é agradável. Só é engraçado porque tem um monte de funcionários. Quando vi tanta gente organizando as coisas imaginei que o trem ia durar umas 08h de viagem….hahaha #Brinks

Custa 60 pesos mexicanos para quem é turista e os horários são específicos, não dá pra pegar a qualquer hora. Para faclitar, eis os horários de saída de cada terminal:

Terminal PueblaTerminal CholulaPreços
Segunda a Quinta 07:00 / 08:30 / 16:50 Sábados, Domingos e Feriados 07:00 / 08:40 / 15:20 / 17:00
Segunda a Quinta 07:45 / 12:20 / 17:40 Sábados, Domingos e Feriados 07:50 / 09:30 / 16:10 / 17:50
Turista $60 Residentes $30 Crianças menores de 5 anos e Idosos $0

É mais prático, e agradável, que ir de ônibus. O importante nem é tanto como chegar, mas sim que vale visitar Cholula.

Descobertas gastronômicas de Puebla

Tivemos algumas descobertas gastronômicas por lá. Isso é o mais incrível no México, cada lugar tem um prato que você ainda não conheceu… <3

Eu já gosto de comer, então…rs

Em Puebla existe um lugar chamado “Mercado de Sabores”. É um grande galpão com diversos quiosque/restaurantes. Do teto descem letreiros com os nomes de pratos típicos.

Olhando, dava a entender que o lugar era dividido por seções, como se na parte onde tinha o letreiro “Tacos” seriam só os quiosques de taco, mas no fim era tudo misturado mesmo…rs

Pipian verde culinária mexicana
Eis o pipian verde.

Acabamos parando em um deles e pedi Pipian. O meu era Verde e do Edu era Rojo. O pipian é um molho que acompanha alguma carne.

Esse molho é a base de sementes de abóbora e o que muda a cor são alguns condimentos, entre eles, claro, a pimenta.

Acompanha sempre um arroz e o mais comum é o molho cobrir um frango. É gostoso, mas não foi o melhor prato de todo o méxico não. rs

Além do pipian tivemos outras descobertas em Puebla: mole poblano, mixiote e chancla. Hummmm….

Eu acho que é um prato simples que dá aquela quebrada no dia a dia. É como se fossse o arroz com feijão deles. Talvez por isso não seja nada tão extraordinário, é mais pra ser prático de fazer e bom de comer.

Mole poblano: doce com salgado

Mole poblano culinária mexicana
O famoso mole poblano

Esse prato é como o pipian, um molho que segue por cima de uma carne. Na maioria das vezes, frango. Só que ele é bem diferente, pois o molho é feito a base de cacau.

Falando assim você imagina que é doce, doce, né? Mas nem tanto. Já que é mais cacau que outra coisa. Então, ele tem um gosto bem peculiar. E não é ruim não. Mas também não sei se achei bom…hahaha

A questão é que o frango vem super afogado no mole e depois de pouco tempo se torna enjoativo. Vale experimentar, mas acho que também é questão de hábito e cultura. Para nós soa estranho, mas de fato é gostoso.

Mixiote: carne de um jeito pra lá de bom

Mixiote culinária mexicana
O mixiote que não sairá nunca da minha memória.

O mixiote é algo imperdível! Ele cozinham a carne dentro de um saco…e os acompanhamentos são tortilla e salsas diferentes.

É uma delícia! Eu dei uma pesquisada e o nome se refere ao jeito antigo/tradicional de fazer que usava agave. Hoje em dia é feita mesma em um saco culinário.

Só sei que é um prato dos deuses astecas! <3 Se você estiver pelo México e estiver em um lugar que tenha mixiote no cardápio, experimente.

 

É algo de outro mundo. =) Junto com o mixiote vem um pote com tortillas que é pra você ir comendo com a carne. Simples e sensacional.

Chanclas: o pão com molho mexicano

Chancla da culinária mexicana
Não é tão bonito, mas é muito bom!

O México é um país criativo quando se trata de culinária. Lá estávamos nós em Cholula e vi o cardápio com algumas coisas diferentes.

E resolvi experimentar o tal do chancla. É um pão com recheio de linguiça e outras cositas, afogado em um molho vermelho. É bom? NOSSA, é ótimo. rs

Eu comi um e fiquei com pena de não ter comido nenhum outro de novo ao longo da viagem pelo México. Mas, ficou aquela lembrança boa e agora, relembrando, já estou com água na boca…rs

E ainda com esse abacate por cima….adoro!

 

Além de tudo isso, ainda tive o grande prazer de rever a Areusa, a minha amiga de São Paulo que é de Puebla. Almoçamos, botamos o papo em dia e adorei revê-la (Oi, Are!). E pelo que conversamos, acho que vou encontrá-la de novo além mar. \o/

Puebla é uma cidade charmosa, com um centro histórico inacreditável e muitas coisas boas para comer. Quer coisa melhor?

 Próxima parada : Cidade do México. Aguenta coração que essa cidade já virou uma das minha favoritas no mundo. <3

Company Information

Puebla, oficialmente Heroica Puebla de Zaragoza, é uma cidade e município do México, capital do estado de Puebla. Tem cerca de 2.1 milhões de habitantes (área metropolitana). Foi fundada em 1531 pelos espanhóis. Puebla também é conhecida pelo nome Cuetlaxcōāpan, em nahuatl, um idioma autóctone ainda praticado em certas regiões do país, e em alguns casos por comunidades de imigrantes mexicanos nos Estados Unidos. Nesta cidade foi realizada em 1979 uma histórica conferência em que foi afirmada pela Igreja Católica sua opção preferencial pelos pobres, afirmação que deu origem a diversos movimentos religiosos ligados à Teologia da Libertação. Ao norte da cidade localiza-se perto do vulcão inativo Malintzín a uma altitude de 2.125 m acima do nível do mar as e perto de vulcões Popocatépetl e Iztaccihuatl, nomeado como o eixo transversal vulcânico. De acordo com último censo realizado em 2005, Puebla é a quarta maior cidade do México, depois da Cidade de México, Guadalajara e Monterrey; e a quarta maior área metropolitana do México com una população de 2,6 milhões de pessoas.

Saiba mais sobre Puebla

SalvarSalvar

SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar

You may also interested in

Photos

    Margot

    Quando minha vida saiu dos trilhos percebi que podia ir pra qualquer lugar. Virei mochileira depois dos 30 e criei o blog pra contar sobre essa aventura.

    You Recently Viewed ...

    Lucha Libre em Xalapa

    As surpresas de Xalapa

    Cabeças colossais de La Venta

    Villahermosa e as colossais cabeças olmecas

    Centro histórico de Campeche

    Campeche, a cidade amuralhada do México

    Chichén Itzá

    Playa del Carmen, Chichén Itzá e Tulum

    Prédio em ruína de Palenque

    Palenque, Yaxchilán e Bonampak: começando o México com o pé direito!

    DivaDeMochila

    No Diva de Mochila você acompanha a viagem de volta ao mundo de uma carioca-paulista que virou mochileira depois dos 30. Bem-vindo (a) ao blog!

    Lá no Instagram